Covid-19. Almada com 1660 casos positivos

No dia em que Portugal ultrapassa os 100 mil infetados desde o início da pandemia, o concelho de Almada atinge o total acumulado de 1660 casos positivos de Covid-19.

 

Almada somou na última semana mais 175 casos de infeção por Covid-19, elevando o total acumulado  do concelho para 1660 infetados. Trata-se da subida semanal mais forte desde que o boletim epidemiológico é divulgado pela Direção-Geral de Saúde (DGS) às segundas-feiras.

No conjunto do país, o número de contágios por Covid-19 também continua a tendência ascendente. Nas últimas 24 horas, o país somou mais 1949 casos de infeção por Covid-19, ultrapassando pela primeira vez a barreira dos 100 mil contágios desde o início da pandemia (101.860). Esta segunda-feira, houve ainda registo de mais 17 mortes relacionadas com o novo coronavírus, número que eleva o total de óbitos em Portugal para 2198.

O número de internamentos hospitalares continua igualmente a subir, encontrando-se atualmente internadas 1174 pessoas (mais 297 do que há uma semana), sendo que 165 em estão em unidades de cuidados intensivos (mais 37 do que na segunda-feira passada).

O Hospital Garcia de Orta é uma das unidades de saúde a acusar a pressão motivada pelo aumento no número de casos de Covid-19 em Portugal. De acordo com a Ordem dos Médicos, a unidade de cuidados intensivos do hospital que serve os concelhos de Almada e Seixal enconta-se no limite.

 

Dez profissionais do Garcia de Orta infetados com Covid-19

2 Comentários

  • Outubro 19, 2020 at 2:45 pm
    Permalink

    não serão alguns frequentadores da festa do avante que estarão a aumentar os números de infetados com covid 19 no conselho de Almada

    Responder
    • Outubro 24, 2020 at 9:00 am
      Permalink

      Não sei o que esperam em fechar as escolas e o confinamento total querem é matar os nossos idosos com esta pandemia né ??
      Era uma boa oportunidade para fechar as escolas e contêngencia em Almada

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *