Almada: Arrancam obras para abrir rotunda na Praça MFA

Primeira fase da empreitada vai abranger também a praça Gil Vicente, num investimento municipal de 425 mil euros.

 

Já está em marcha a intervenção na Praça Movimento das Forças Armadas (MFA), no centro de Almada, que visa abrir a rotunda à circulação automóvel, de forma a permitir um “descongestionamento do trânsito”, indica a Câmara Municipal de Almada na descrição do contrato.

Além da Praça MFA, a primeira fase da empreitada vai abranger também a requalificação da praça Gil Vicente, num investimento global de 425 mil euros.

Ambas as rotundas vão passar de uma para duas vias de circulação, sendo colocado um novo pavimento e sendo instalados semáforos. Haverá ainda espaço para “bolsas de estacionamento, de paragens de autocarros com abrigo e de espaços verdes”, adianta a autarquia.

Posteriormente, a autarquia almadense pretende estender a intervenção a todo o Eixo Central da cidade, sendo que as seguintes fases do projeto estão ainda em discussão pública. Em causa está a criação de duas vias de trânsito em ambos os sentidos ao longo da via principal de Almada, sendo a via da direita destinada à circulação partilhada de bicicletas e autocarros. No entanto, o projeto apresentado está ainda longe de reunir consenso junto dos moradores.

 

Nuno Matias (PSD): “Incentivar a mobilidade suave em Almada não é só criar ciclovias”

 

almadense-precisa

3 Comentários

  • Junho 16, 2021 at 8:26 am
    Permalink

    Peca por ser tardio, no entanto mais vale tarde do que nunca. É de louvar estas iniciativas e esperemos que não fiquem só por estas. Obrigado ao excelente trabalho que a CMA tem tido.

    Responder
  • Junho 16, 2021 at 1:23 pm
    Permalink

    Então a câmara PCP anterior gastou milhões para remodelar toda esta avenida, e vem agora esta PS estragar tudo o que foi feito? Só mesmo neste país se gasta dinheiro sem nexo e coerência. Então não há outras prioridades sra Presidente?

    Responder
  • Junho 19, 2021 at 10:13 am
    Permalink

    Confirma o que tinha entendido: a tal apresentação que não gerou consensos, foi só para atirar poeira para os olhos do pessoal. As obras já começaram

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *