Trabalhadores da Transtejo em greve nos dias 16 e 17 de Junho

Paralisação dos trabalhadores irá afetar o serviço fluvial no Tejo, que será interrompido durante os horários de ponta.

 

Os trabalhadores da Transtejo/Soflusa, que assegura as ligações fluviais entre Lisboa e a Margem Sul, voltam à greve esta quarta e quinta-feira, dias 16 e 17 de junho. Em causa reivindicações de aumentos salariais, informaram fontes sindicais.

Desta forma, a Transtejo prevê que não seja possível “garantir o serviço regular de transporte fluvial”. Em comunicado, a transportadora adianta que nos dois dias de greve apenas haverá carreiras em determinados horários.

 

Assim, no caso da ligação entre Cacilhas e o Cais do Sodré só haverá ligações entre as 9h20 e as 16h45 e a partir das 20h14. Em sentido contrário (entre o Cais do Sodré e Cacilhas), haverá ligações entre as 9h32 e as 16h45 e a partir das 20h10. Em ambos os casos, a realização do primeiro horário da manhã (5h20 e 5h35) está dependente do cumprimento da decisão do Tribunal Arbitral sobre a realização de serviços mínimos. Poderá consultar os horários previstos para as restantes ligações da Transtejo/Soflusa nesta página.

Durante os períodos de greve, os terminais e estações estão encerrados por motivos de segurança, informa ainda a operadora.

 

Transtejo recebe visto do Tribunal de Contas para avançar com nova frota

One thought on “Trabalhadores da Transtejo em greve nos dias 16 e 17 de Junho

  • Junho 15, 2021 at 11:40 pm
    Permalink

    Esta edilidade de Almada é uma maravilha no planeamento e na reestruturação do eixo central de Almada, como se não houvesse outros locais no concelho onde é necessária uma rápida intervenção. Ruas em terra, ou com levíssima camada de alcatrão, onde há mais buracos que estrada.
    Ruas onde o restolho seco nas bermas e valados caídos invadem a estrada, impedindo a circulação dos veículos e pondo em perigo a vida dos peões na zona do Funchalinho. A entrada da Costa de Caparica é uma vergonha. Para além dos buracos na estrada – final do IC20 – e as velhas palmeiras há anos por limpar…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *