TST repõe carreiras para Lisboa via ponte 25 de Abril

TST retoma algumas carreiras entre a margem sul e Lisboa através da ponte 25 de Abril, que estavam suspensas desde que a empresa entrou em lay-off.

 

A partir da próxima segunda-feira, dia 18 de Maio, a Transportes Sul do Tejo (TST) vai repôr sete carreiras entre a margem sul e Lisboa via ponte 25 de Abril, informou a Área Metropolitana de Lisboa (AML).

De regresso estão as carreiras 151, 155, 160, 161, 169, 176 e 190, que têm como destino a Praça do Areeiro, Praça do Marquês de Pombal e Cidade Universitária. O serviço estava suspenso desde 9 de Abril, quando a transportadora entrou em lay-off, suspendendo todas as ligações entre a margem sul e Lisboa.

Na altura, a TST justificou a suspensão dos contratos de 545 trabalhadores (pouco mais de 50% do total de 1050 colaboradores da empresa), como a única forma de “garantir a viabilidade da empresa e manter os postos de trabalho”, indicou ao ALMADENSE fonte da empresa.

Desde aí, a transportadora tem vindo progressivamente a repôr parte do serviço, tendo reforçado horários a 27 de Abril onde foi verificando “maior procura” e repondo, a 4 de Maio, as carreiras entre a margem sul e Lisboa que circulam através da ponte Vasco da Gama. Mais recentemente, a 11 de Maio a empresa reforçou e ajustou os horários de outras 20 carreiras.

Para quem retoma agora a utilização dos transportes públicos, a TST informa, em comunicado que os seus autocarros são “alvo de nebulizações e da higienização aconselhada pelas autoridades” e relembra que para viajar é “obrigatório o uso de máscara”.

A transportadora indica ainda que a compra do título de transporte deve ser feita antecipadamente uma vez que “não é possível adquirir o título a bordo dos autocarros”.

 

TST aumenta oferta para 90% a partir de 1 de Julho

2 Comentários

  • Maio 16, 2020 at 3:30 pm
    Permalink

    A suspensão de carreiras só se compreendeu porque efetivamente o autocarro é um dos focos de contagio da covid-19 e outras doenças quer queiramos admitir ou não.
    Agora com a reposiçao de carreiras da TST as pessoas que utilizarem este tipo de transporte têm que ter cuidado, seguir as regras recomendadas pela DGS, para nao infetar ou ser infetado. saude

    Responder
  • Junho 25, 2020 at 10:52 pm
    Permalink

    Eu trabalho em Lisboa, a Tst é mentirosa, não há autocarro eles suprimiram o, 107,162,192 este último que saia às 00:00 de Cacilhas e passava pelo Miratejo, tenho que pagar táxi se quero chegar em casa, tem é que ter respeito pelos seus utilizadores coisa que não tem.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *