Almada: Transportes públicos alteram horários devido à crise do Covid-19. Saiba o que muda

Fertagus, Transtejo, TST e MTS estão a ajustar a oferta devido ao Estado de Emergência motivado pela pandemia de Covid-19. 

 

Os transportes públicos que operam no concelho de Almada procederam à alteração de horários devido à crise de saúde pública motivada pela pandemia de Covid-19. Desta forma, se precisa de utilizar transporte públicos para se deslocar ao seu local de trabalho, confira os novos horários.

Assim, no que diz respeito às ligações ferroviárias, a Fertagus adopta a partir desta terça-feira (24 de Março) novos horários, mantendo a frequência base dos comboios de 20 em 20 minutos ao longo do dia. Nos períodos de ponta da manhã e da tarde, as ligações serão realizadas com recurso a veículos duplos, informa a transportadora. O horário geral pode ser consultado aqui, e o horário por estação aqui.

 

Transtejo aplica horário de serviços mínimos

No que toca às ligações fluviais, a Transtejo/Soflusa (TTSL) passou a adotar horários de serviços mínimos desde segunda-feira, 23 de Março, que podem ser consultados aqui. Os horários foram definidos tendo em conta o cumprimento do limite de passageiros transportados em cada viagem: um terço da lotação do navio.

Além disso, deixou de ser obrigatória a validação do título de transporte. “Com o objetivo de limitar, ao máximo, o contacto de cada passageiro com equipamentos e superfícies existentes ao longo de toda a sua experiência de viagem, a TTSL avançou com o desbloqueio dos torniquetes de acesso ao embarque, em todos os terminais e estações fluviais”, informa a empresa, que está também a reforçar a limpeza e desinfeção de terminais, estações e frota.

 

Metro e TST reduzem serviço

Quanto ao Metro Transportes do Sul (MTS), também procedeu a um ajuste no serviço, estando a praticar todos os dias os horários de domingo e feriado. A empresa informa ainda que adotou uma série de medidas preventivas com vista a evitar possíveis contágios por coronavírus. Desta forma, sempre que se encontrem nas plataformas todas as portas dos veículos são abertas automaticamente, de forma a que os clientes não tenham que carregar nos botões, tanto exteriores como interiores. Além disso, os passageiros devem respeitar uma distância de segurança entre 1 a 2 metros.

Finalmente, a Transportes Sul do Tejo (TST), está a aplicar desde 16 de Março horários reduzidos, que podem ser consultados nesta página. A transportadora, que assegura as ligações rodoviárias na península de Setúbal, também está a proceder a um reforço da limpeza para evitar contágios. Além disso, a empresa aplica também várias medidas de contenção com o objetivo de proteger os motoristas e os passageiros na sequência do surto de Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *