Uma nova visão sobre o território para ver no Museu de Almada

Um convite a conhecer os planos das mais icónicas infraestruturas erguidas em Almada, mas também surpreendentes projetos urbanísticos que nunca saíram do papel.

 

O projeto do emblemático edifício do Cine Incrível, em Almada Velha, a maqueta original da ponte 25 de Abril (com seis metros de comprimento) ou os planos para os bairros amarelo, branco e rosa são alguns dos documentos inéditos que guiam o visitante na exposição “Almada: Um território em Seis Ecologias”.

Mas não só. Patente no Museu de Almada – Casa da Cidade, na Cova da Piedade, até 10 de abril do próximo ano, a mostra é também uma oportunidade para conhecer surpreendentes planos urbanísticos pensados para o concelho de Almada que nunca foram executados.

Projetados por alguns dos mais importantes nomes da arquitetura que trabalharam em Portugal no século XX como Rafael Botelho, Étienne de Gröer ou Faria da Costa, muitos dos planos idealizados nunca saíram do papel. Uma realidade que o curador Luís Santiago Baptista atribui tanto a “interesses privados” como à “relação de alguma conflitualidade entre o poder central e o poder local”, afirmou durante uma visita guiada com jornalistas.

 

Um convite à reflexão sobre a cidade

Apresentando uma visão abrangente sobre a cidade consolidada, a expansão pública ou sobre o interior fragmentado numa perspetiva de evolução histórica, a exposição pretende reforçar o conhecimento e a reflexão sobre o concelho, instrumentos essenciais para se poder “atuar hoje sobre o território”, destacou Santiago Baptista, que dividiu a curadoria com Paula Melâneo.

Inspiradas na definição do teórico e historiador Reyner Banham, as “ecologias” têm como objetivo captar a singularidade do concelho de Almada nas suas múltiplas identidades sociais e culturais. Em suma, o objetivo é “ativar a memória para projetar o futuro do concelho”, sublinha o curador, para quem a exposição coloca em evidência os “desafios que enfrenta hoje o território de Almada”.

 

Festa do Cinema Francês: há 13 filmes para ver em Almada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *