Covid-19. Incidência desce em Almada, mas nível de risco ainda é “muito elevado”

Apesar da descida no número de contágios, Almada continua a ser um dos concelhos com mais casos de infeção por cada 100 mil habitantes da grande Lisboa.

 

As medidas restritivas impostas nos últimos fins de semana parecem estar finalmente a surtir efeito no concelho de Almada, que viu a taxa de incidência da covid-19 descer na última semana de 683 para 553 casos por cada 100 mil habitantes. Os números constam do boletim da Direção-Geral de Saúde (DGS), divulgado esta segunda-feira.

No entanto, apesar da evolução favorável, Almada é um dos quatro concelhos da grande Lisboa que se mantém no patamar de risco de contágio “muito elevado”, pelo que vai manter o recolher obrigatório às 13h durante os próximos dois fins de semana.

Com 553 casos de Covid-19 por cada 100 mil habitantes registados entre os dias 19 de novembro e 2 de dezembro, o município de Almada apresenta agora segunda taxa de incidência cumulativa mais elevada da Área Metropolitana de Lisboa, logo atrás de Lisboa (556), e seguida por Loures (520) e Barreiro (499).

Os restantes oito municípios da grande Lisboa desceram entretanto do nível de “risco muito elevado” para “risco elevado”. Desta forma, Amadora, Cascais, Odivelas, Oeiras, Seixal, Setúbal, Sintra e Vila Franca de Xira deixarão de ter proibição de circular ao fim de semana.

 

Programa “Feliz Almada” leva animação de Natal a várias freguesias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *