Covid-19. Garcia de Orta tem 224 internados, 21 em cuidados intensivos

Unidade hospitalar volta a apelar à população de Almada e Seixal para que, em caso de doença, recorra primeiro ao médico de família ou centros de saúde.

 

O Hospital Garcia de Orta (HGO) regista esta quinta-feira, 28 de janeiro, um total de 224 doentes positivos por infeção com o coronavírus, dos quais 195 estão internados em enfermaria, 21 doentes nos cuidados intensivos e oito doentes internados em Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD), informou o Hospital em comunicado.

Os números demonstram que a pressão na unidade hospitalar de Almada continua a aumentar, tendo levado o HGO a atingir um novo máximo nos internamentos. Por esse motivo, o Hospital teve que “reajustar” uma vez mais a lotação afeta à covid-19 para acomodar a necessidade.

O Garcia de Orta voltou, por isso, a apelar à população dos concelhos que serve –Almada e Seixal- para que, em caso de doença, recorra primeiro ao médico de família ou centro de saúde da área de residência.

Nos casos de sintomas compatíveis com covid-19, a população deve dirigir-se primeiro às áreas dedicadas de cada concelho, “reservando as situações mais complexas, graves, agudas e urgentes para serem assistidas no hospital”.

Desde terça-feira, dia 26 de janeiro, que a unidade dedicada à covid-19 do concelho de Almada deixou de funcionar no Laranjeiro, tendo sido transferida para o antigo Centro de Saúde da Trafaria, na Av. da Liberdade, nº 6.

 

Área dedicada à covid-19 muda-se do Laranjeiro para a Trafaria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *