Efeitos da pandemia: desemprego em Almada sobe 17,6% em Abril

Pandemia de covid-19 e confinamento fazem disparar o número de desempregados em Almada. No último mês 931 pessoas perderam o emprego no concelho.

 

No mês de Abril, houve registo de mais 931 pessoas inscritas nos centros de emprego em Almada, o que elevou o número de desempregados no concelho para um total de 6202.

De acordo com os dados divulgados esta quarta-feira pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), trata-se de um aumento de 17,6% face a Março, mês que já tinha visto o desemprego subir em 550 pessoas, fixando-se em 5271.

Assim, comparando com o mês de Fevereiro antes da pandemia de covid-19 ter obrigado ao confinamentoo agravamento acumulado no desemprego em Almada é de 31,3%, o que corresponde a mais 1481 inscritos.

O aumento no concelho supera também o crescimento registado a nível nacional em igual período, que foi de 24,3%. Entre Fevereiro e Abril, o país viu o número de pessoas afastadas do mercado de trabalho aumentar em 76 761 pessoas, totalizando 392 323 indivíduos.

Tal como acontece no resto do país, também em Almada o sexo feminino é o mais atingido pela situação de desemprego que, no mês passado, afetava 3458 mulheres e 2744 homens.

 

Covid-19: concelho de Almada ultrapassa os 300 casos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *