Eixo central de Almada: rotundas do MFA e Gil Vicente vão ser requalificadas

Município pretende renovar a via principal da cidade de Almada para melhorar a circulação automóvel, deixando de fora a mobilidade ciclável.

 

A Câmara Municipal de Almada vai avançar com a requalificação da via central da cidade com o objetivo de melhorar a circulação automóvel, informou a autarquia. A primeira fase da intervenção foi aprovada na reunião de Câmara realizada esta segunda-feira, dia 15 de fevereiro e vai abranger a Praça Movimento das Forças Armadas (MFA) e a praça Gil Vicente, num investimento de 425 mil euros.

A empreitada prevê a abertura de ambas as rotundas à circulação automóvel que, no caso da praça MFA, inclui a retirada das floreiras (na foto). Desta forma, no eixo central de Almada será implementado “um perfil transversal, com duas vias por sentido, sempre que possível”, informa a autarquia. Haverá ainda “alterações ao estacionamento existente, sendo contemplados lugares para veículos ligeiros, reservados a pessoas com mobilidade condicionada, e de cargas e descargas”.

 

De acordo com o município, esta é “uma intervenção de grande importância estratégica, que visa valorizar a imagem urbana da cidade, com a melhoria dos espaços públicos envolventes, fomentando as atividades económicas e melhoria das condições de circulação viária, ferroviária (Metro Sul do Tejo) e pedonal, bem como a acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada”. O município não refere, contudo, qualquer solução referente à mobilidade ciclável.

 

Intervenção estende-se de Cacilhas ao Centro Sul

No seu conjunto, a intervenção irá abranger um total de três quilómetros, que se estende desde a rotunda do Centro Sul até Cacilhas. Depois de concluída a fase 1A, que agora tem início, terá início a fase 1B, que diz respeito à Avenida D. Nuno Álvares Pereira e D. Afonso Henriques.

A fase 2 vai englobar o cruzamento entre a Av. Bento Gonçalves, a rua Lopes Mendonça e o entroncamento com a rua Mendo Gomes Seabra, enquanto que a fase 3 abrange a rotunda do Centro Sul e o cruzamento da Av. Bento Gonçalves com a rua Lopes Mendonça. Finalmente, a fase 4 prevê a intervenção no perímetro entre a praça Gil Vicente e a rotunda de Cacilhas.

 

Vereador da mobilidade em Almada: “Vamos ter duas vias de trânsito no eixo central sempre que possível”

BannerAzul_300x600

2 Comentários

  • Fevereiro 22, 2021 at 10:30 pm
    Permalink

    É importante mudar!
    E Almada parece estar aberta à mudança, segundo as notícias que aqui surgem!
    Força Almada!!!

    Responder
  • Fevereiro 23, 2021 at 2:24 pm
    Permalink

    425 mil euros eram bem investidos sim, na testagem do Covid21 para os cidadãos de Almada .
    Mas não, tinha que deixar obra feita !..

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *