Quarta-feira, Julho 17, 2024
Opinião

Piscinas em Almada: a ideia (abandonada) de uma ampla rede municipal de planos de água

António Matos, vereador da CDU na Câmara Municipal de Almada                                                                                                                                                       

A partir de 2017 a nova administração municipal PS interrompeu o processo de investimento na infraestruturação desportiva na Charneca da Caparica e em todo o concelho de Almada.

A 27 de Junho de 2009 –faz hoje 15 anos– era inaugurada a Piscina Municipal da Charneca da Caparica, localizada nas Quintinhas, junto ao Parque Aventura, uma grande zona verde com mais de 23 mil metros quadrados.

Esta piscina é dotada com seis pistas e constituiu um notável exercício arquitetónico, tendo obtido um prestigiado prémio de arquitetura e uma ampla divulgação entre profissionais da arquitetura.

Publicidade
FCT-gif-2

Foi uma infraestrutura pensada para as pessoas com necessidades educativas especiais e mobilidade reduzida.

Conheceu rapidamente uma grande procura, assegurando todas as atividades aquáticas —escola de natação, hidroginástica, hidrobike, natação par bebés, almasenior, utilização livre— para uma média de 1 750 utentes.

Uma competente e dedicada equipa de técnicos municipais tem vindo a desenvolver um trabalho de grande qualidade.

A partir de 2017 a nova administração municipal PS interrompeu o processo de investimento na infraestruturação desportiva na Charneca da Caparica e em todo o concelho de Almada, quer em matéria de equipamentos municipais, quer no plano do financiamento às obras de infraestruturas de clubes e coletividades.

A atual administração municipal decidiu também interromper o processo de início da obra de reconstrução da Piscina da Academia, em Almada Velha, tendo indemnizado o construtor para que não iniciasse a obra adjudicada pela administração municipal CDU.

Atual responsável municipal anuncia que “nos próximos 10 a 20 anos, não são precisas mais piscinas no concelho de Almada”.

Foram também abandonados os planos de manutenção dos equipamentos desportivos, o que fez entrar em descalabro o seu funcionamento.

O desporto nao tem qualquer peso político na atual gestão autárquica almadense. Não só não é uma prioridade, como é claramente o parente pobre das atenções municipais. E o resultado é este.

 

Na escola da Fonte Santa, em Almada, o futuro da educação é hoje

Publicidade
we-find

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *