TST: entrada nos autocarros passa a ser feita pela porta traseira

A TST coloca hoje em marcha várias medidas de contenção com o objetivo de proteger os motoristas e os passageiros na sequência do surto de Covid-19. 

 

A partir deste domingo, dia 15 de Março, a entrada nos autocarros da Transportes Sul do Tejo (TST) passará a ser realizada pela porta traseira e não haverá venda de títulos a bordo.

As medidas foram adotadas pela empresa de transportes (que opera em toda a península de Setúbal) seguindo as orientações da Área Metropolitana de Lisboa no sentido de conter a propagação do coronavírus no país.

Assim, de forma a reforçar a segurança dos trabalhadores, o posto do motorista passará a estar isolado através de uma fita delimitadora, deixando de ser necessária a validação do título de transporte.

Além disso, a transportadora solicita aos utilizadores do transporte público que, sempre que possível, mantenham “uma distância de um metro relativamente a outros passageiros” recomendando os passageiros para não se sentarem junto a outros passageiros dentro das viaturas. Nas paragens, deve-se efetuar fila “assegurando um perímetro de segurança de um metro”.

Uma vez que as entradas se passam a efetuar pela porta de saída, a TST informa que se aplicam “as regras a que os clientes já estão habituados no metro, comboio ou quando usam os elevadores: deixar os passageiros saírem antes de entrar”.

As novas medidas juntam-se ao reforço na limpeza que a empresa garante estar a cumprir, de forma a fazer face ao novo coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *