Transtejo espera começar a receber novos navios em abril de 2022

Transportadora fluvial espera que suspensão do concurso seja levantada, o que permitiria manter o calendário previsto para a chegada dos novos navios. 

 

A Transtejo mantém a expectativa de começar a receber os dez navios encomendados ao estaleiro asturiano Gondán a partir de abril de 2022. A transportadora está confiante de que a suspensão da compra das embarcações elétricas vai ser levantada pelo Tribunal, o que poderia permitir manter o calendário previsto para a recepção dos navios, revelou ao ALMADENSE fonte da empresa.

Em causa está o pedido de impugnação judicial ao procedimento concursal feito em meados do mês de dezembro de 2020 pelos Estaleiros Navais de Peniche, alegando problemas de segurança no carregamento das embarcações que vão substituir os atuais cacilheiros.

Em resposta, a Transtejo “apresentou a sua contestação” e “requereu o levantamento da suspensão”, tendo como expectativa de que “o Tribunal levante o efeito suspensivo da referida impugnação judicial por motivos de interesse público”, adiantou a transportadora.

Desta forma, “não se registarão atrasos no cronograma de execução do fornecimento em causa”, acredita a Transtejo, que mantém a perspetiva de receber “o navio Leader até 30 de abril de 2022, três navios até final de 2022, outros quatro navios ao longo de 2023 e os restantes dois navios até ao final do primeiro trimestre de 2024″.

Questionada pelo ALMADENSE, a empresa garante ainda que a atual frota “dá resposta à procura registada, estando asseguradas todas as questões relativas à segurança da operação e dos passageiros”.

Além disso, a Transtejo adianta que as novas embarcações, que irão assegurar as ligações fluviais entre Lisboa e a margem sul do Tejo, irão “melhorar significativamente a qualidade do serviço, elevando os atuais padrões de conforto, permitindo, simultaneamente, a redução dos atuais custos de manutenção, bem como ganhos de eficiência energética e redução da pegada ambiental”.

O concurso público internacional foi lançado no início do ano passado, tendo atingido o valor global de 52,4 milhões de euros. Para além dos espanhóis da Gondán e dos Estaleiros Navais de Peniche, estavam na corrida ao a construtora holandesa Holland Shipyards e a Majestic Glow Marine, de Singapura.

 

Transtejo inicia requalificação do Terminal de Cacilhas em junho de 2021

BannerAzul_300x600

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *