Transtejo adjudica 10 navios elétricos. Os primeiros chegam ao Tejo em 2022

Concurso público internacional lançado pela Transtejo atingiu o valor global de 52,4 milhões de euros.

 

A Transtejo adjudicou ao estaleiro asturiano Gondán dez embarcações totalmente elétricos para as ligações fluviais de Cacilhas, Montijo e Seixal, informou a empresa em comunicado. É o culminar do concurso público lançado no início do ano, que atingiu o valor global de 52,4 milhões de euros. A proposta ficou 8% abaixo do investimento de 57 milhões de euros previsto no concurso internacional.

Para além dos espanhóis da Gondán, estavam na corrida os Estaleiros Navais de Peniche, a construtora holandesa Holland Shipyards e a Majestic Glow Marine PTE, de Singapura.

Os primeiros navios, que irão substituir os atuais cacilheiros que atravessam o Tejo, começam a chegar a partir de 2022. “O investimento numa frota de navios ambientalmente sustentável, dotada de um sistema de propulsão 100% elétrico, com consumos energéticos inferiores às dos navios atuais”, vai ao encontro da “estratégia nacional para a descarbonização”, destaca a Transtejo.

Após a assinatura do contrato, o processo necessita ainda de “visto do Tribunal de Contas”, informa o mesmo comunicado.

 

Newsletter

 

One thought on “Transtejo adjudica 10 navios elétricos. Os primeiros chegam ao Tejo em 2022

  • Outubro 24, 2020 at 2:10 pm
    Permalink

    Então os estaleiros Portugueses estiveram a dormir?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *