Concurso rodoviário: Lote de Almada e Seixal foi o que recebeu mais propostas

“É muito positivo que haja quatro concorrentes”, acredita a presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês de Medeiros.

 

O lote que inclui os concelhos de Almada, Seixal e Sesimbra foi o que recebeu maior número de propostas no âmbito do concurso público lançado pela Área Metropolitana de Lisboa (AML) para aquisição do serviço rodoviário.

“É com grande agrado que percebemos que o lote onde se insere Almada e Seixal foi o mais concorrido”, afirmou a presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês de Medeiros, durante reunião de Câmara realizada esta segunda-feira. “É muito positivo que haja quatro concorrentes”, acrescentou a autarca.

De acordo com o Jornal Económico, na corrida ao lote 3 (relativo a Almada, Seixal e Sesimbra, com ligações aos concelhos limítrofes como Lisboa) estão, para além da TST (atual concessionária), o grupo Cura (de Viana do Castelo), a Nex Continental (que detém em Espanha a Alsa) e a A. Costa Reis & Filhos, do Grupo Espírito Santo.

Para Inês de Medeiros, que haja quatro concorrentes “é muito bom sinal”. De resto, “era o lote mais interessante, o que tinha o valor mais alto” e, por isso, “o mais apetecível para os concorrentes”, sublinhou a autarca.

No seu conjunto, o concurso gerido pela AML recebeu sete propostas para aquisição do serviço rodoviário na Grande Lisboa, sendo que todos os lotes contam com empresas interessadas. Quando o processo estiver concluído, todos os autocarros da região passarão a circular sob uma marca única: Carris Metropolitana.

 

Transportes a 100% no período escolar

Quando começar o período escolar, o serviço público rodoviário será “100% do correspondente à época escolar”, adiantou a presidente da Câmara, em resposta a uma questão colocada pela vereadora do Bloco de Esquerda, Joana Mortágua.

No início de Setembro, a “TST já assegurava 90% daquilo que era a oferta habitual em período de Verão”, indicou Inês de Medeiros, acrescentando que isso só é possível “porque o Governo aceitou que era preciso avançar montantes e no orçamento retificativo foi possível garantir as verbas necessárias para garantir os transportes públicos”.

 

Almada: WeMob renova Conselho de Administração

One thought on “Concurso rodoviário: Lote de Almada e Seixal foi o que recebeu mais propostas

  • Setembro 8, 2020 at 8:31 am
    Permalink

    Infelizmente a TST tetem prestado um péssimo serviço na margem sul
    Moro em Vale de Milhaços e tínhamos a única carreira 191 que ia até Cacilhas e que durante as horas de ponte haviam transportes de 20 em vinte minutos
    Atualmente deixaram de ir até a Cacilhas como apenas temos de hora a hora
    Estamos muito mal
    Antes as carreiras andavam cheias porque vinham pessoas de barco e atualmente foram obrigados a ter de utilizar os seus veículos pelo transtorno que a TST tem causado
    Era bom que alguém podesse pôr mão neste caso para tudo voltasse aao ano de 2019 porque as pessoas precisam dos transportes para ir trabalhar, idas aos médicos etc.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *