Segunda-feira, Maio 20, 2024
CulturaDestaqueOutros Destaques

Teste rápido que deteta a malária vence programa de empreendedorismo da NOVA FCT

Sessão final da 12.ª edição do Programa de Empreendedorismo distinguiu os projetos mais inovadores dos alunos da NOVA FCT.

 

Um teste de diagnóstico rápido em papel que deteta a malária em poucos minutos apenas com uma gota de sangue é a proposta inovadora do “Malaria Sense”, projeto vencedor da 12.ª edição do Programa de Empreendedorismo da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (NOVA FCT), cuja final decorreu esta sexta-feira, 23 de fevereiro, no Campus Universitário da Caparica, em Almada.

Utilizando uma tecnologia inovadora de aptâmeros, a Malaria Sense consegue ser uma alternativa mais sustentável e com resultados mais precisos que os testes rápidos já existentes no mercado. Agora, o grande objetivo da equipa vencedora passa por poder “dar continuidade” ao projeto, destaca um dos membros, ao ALMADENSE.

Publicidade
fct-cientistas

 

NOVA FCT a apostar no empreendedorismo há mais de uma década

Mais de mil alunos da NOVA FCT participaram na 12.ª edição do Programa de Empreendedorismo. Divididos em 200 equipas, os alunos dos cursos de mestrado da instituição foram desafiados a desenvolver um projeto tecnológico, sustentável e inovador acompanhados por uma equipa de 22 professores.

O evento “mostra o empenho” da faculdade em “fornecer competências aos seus estudantes que vão para lá das competências técnicas, incutindo o espírito empreendedor em todos os seus estudantes”, sublinhou José Júlio Alferes, diretor da NOVA FCT, em declarações ao ALMADENSE.

Na Grande Finalíssima de Empreendedorismo 2024, a equipa da OperateInSight conquistou o segundo lugar, apresentando uma plataforma de planeamento cirúrgico que permite criar modelos 3D adaptados a cada doente e simular cirurgias em realidade virtual. Em terceiro lugar ficou a WasteWise Innovations, com um projeto que transforma os resíduos do setor da construção em tijolos reciclados. Aos três projetos vencedores foram atribuídos prémios monetários, no valor de 2000 euros para o primeiro lugar, 1000 euros para o segundo classificado e 500 euros para o terceiro lugar.

As equipas de alunos da NOVA FCT contaram ainda com prémios corporativos, atribuídos pelas sete empresas que patrocinam o programa. A Asseco distinguiu a equipa da ScarGraph, enquanto a Deloitte escolheu o projeto Humanitarian Lamp. A EY atribuiu o prémio à equipa da SmartLB, a Jerónimo Martins destacou o projeto ConsciFridge e a escolha da MEXT: Mota-Engil Next recaiu sobre o trabalho da Geotecn IA. Por sua vez, a NOS dá destaque à OperateInSight e a NTT DATA realçou o projeto da BioSolve Health. O evento também distinguiu e premiou os três melhores vídeos promocionais das doze equipas finalistas.

 

Para o futuro: continuar a servir de ponte entre os alunos e as empresas

Na sessão final da 12.ª edição do Programa de Empreendedorismo, José Júlio Alferes destaca a “participação de empresas que são expostas àquilo que os estudantes conseguem fazer, o que dá origem a colaborações entre estas empresas que não só patrocinam o evento, mas também participam na avaliação com elementos no júri”. O diretor da NOVA FCT afirma ainda que “como evento, é uma abertura para o exterior e dá também aos alunos essa ponte com as empresas”.

“Isto é um evento, mas também é uma unidade curricular, uma cadeira normal que é obrigatória para todos os alunos de mestrado da NOVA FCT e que foi introduzida há 12 anos”, partilha ainda José Júlio Alferes. Através da unidade curricular de Empreendedorismo, a NOVA FCT já capacitou mais de 10 mil alunos e mais de 2000 ideias de negócio tecnológicas e inovadoras. Realiza-se ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência.

 

Câmara de Almada entrega kits de higiene feminina às alunas do concelho

Publicidade
fct-cientistas

0 Comentários

  • Como professor e almadense durante mais de 60 anos gostei da notícia. Porém, gostaria ter conhecimento de quem são esses alunos, o Almadense poderia ter publicado os nomes dos membros da(s) equipa(s).
    Embora sem essa identificação, deixo aqui os meus parabéns a esses alunos assim como ao grupo coordenador.

    Carlos M M Nascimento
    Praia de Buarcos

    Responder
  • Muitos Parabéns a estes alunos!
    Uma inovação na àrea da saude na deteção da malária.
    São necessários mais projectos como este…

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *