Sexta-feira, Julho 19, 2024
CulturaDestaqueOutros Destaques

Teatro Extremo estreia “Transgressões” no dia 25 de março

Em cena no Teatro-Estúdio António Assunção, em Almada, “Transgressões” é uma peça inédita em Portugal, assinada por Roald Hoffmann.

 

É já esta sexta-feira, dia 25 de março, que estreia a 57ª criação do Teatro Extremo. “Transgressões” é uma peça escrita pelo norte-americano de ascendência polaca Roald Hoffmann, que recebeu o Prémio Nobel da Química em 1982.

A obra retrata a história de Friedrich Wertheim, um químico de origem alemã, que se suicida, por se considerar culpado de ter colocado nas mãos de terroristas uma maneira fácil de fazer uma neurotoxina. Os motivos e circunstâncias desta situação acabam por ter um impacto muito negativo na vida de três personagens ligadas a Wertheim: a sua filha Katie, Stefan (um artista conceptual que é amante de Katie) e a segunda esposa separada de Wertheim, Julia.

Publicidade
FCT-gif-2

Este espetáculo integra o ciclo “EmCena a Ciência”, uma aposta da companhia do Teatro Extremo para que o público possa abordar o conceito de proximidade entre arte e ciência.

Com encenação de Sylvio Zilber, o espectáculo conta com interpretação de Cláudia Negrão, Fernando Jorge Lopes e Sara Castanheira.

Em cena até 30 abril no Teatro–Estúdio António Assunção, em Almada Velha, a obra “Transgressões” promete ação, drama e conflito, equacionando a arte e a ciência através das suas dimensões sociais e individuais.

As sessões terão lugar sextas e sábados às 21h30, e domingos às 16h. Para mais informações consulte o site do Teatro Extremo.

 

Almadense Elvira Fortunato é a nova ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Publicidade
we-find-2

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *