Covid-19. Internamentos no Garcia de Orta duplicam média de dezembro

Unidade hospitalar de Almada converteu mais 20 camas do Serviço de Medicina 2, para desse modo poder ter mais camas disponíveis para tratar doentes covid.

 

O Hospital Garcia de Orta, em Almada, regista hoje, dia 20 de janeiro, “um total de 181 doentes positivos por infeção por SARS-COV-2, dos quais 160 estão internados em enfermaria, 18 doentes em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e três doentes internados em Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD)”, informou o Hospital em comunicado.

O número de internamentos relacionados com a covid-19 praticamente duplica a ocupação verificada durante o passado mês de dezembro, em que a média diária de doentes internados no HGO com covid-19 era de 92. Já nessa altura, a unidade admitia uma “forte pressão” e o recurso a uma “constante reorganização” dos serviços para dar resposta à população.

O crescimento no número de doentes tem levado o HGO a manter uma contínua adaptação às necessidades, tendo entretanto convertido “mais 20 camas do Serviço de Medicina 2, para desse modo poder ter mais camas disponíveis para tratar doentes covid”.

No entanto, tendo atualemnte as vagas “ocupadas na totalidade”, o Garcia de Orta recorreu ontem, dia 19 de janeiro, à transferência de “dois doentes para outros hospitais”, no decorrer da articulação regional permanente com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

O HGO lembra ainda que está a trabalhar para, no final do mês de janeiro poder expandir a Área Dedicada ao Atendimento de Doentes Respiratórios (ADR) do Serviço de Urgência Geral e poder abrir uma nova enfermaria em estrutura modular, mediante disponibilidade de recursos humanos.

 

Covid-19. Almada sobe para nível de risco “extremamente elevado”

BannerAzul_300x600

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *