Covid-19. Almada sai do patamar de risco extremo de contágio

O concelho de Almada registou uma redução na taxa de incidência de covid-19, descendo do nível de risco de contágio “extremamente elevado” para “muito elevado”. 

 

A taxa de incidência de covid-19 em Almada situa-se atualmente nos 690 casos por cada 100 mil habitantes, o que representa uma descida acentuada quando se compara com os valores registados há uma semana (1428) e há duas (2000), apontam os dados divulgados esta segunda-feira pela Direção-Geral de Saúde (DGS), no habitual boletim epidemiológico.

Desta forma, o concelho de Almada tem acompanhado a tendência de redução constante no número de novos contágios por covid-19 que se tem verificado em todo o país. Com a diminuição na taxa de incidência, Almada desce do patamar de risco de contágio “extremamente elevado” para “muito elevado”.

 

Na região da grande Lisboa, apenas Setúbal se mantém no nível “extremamente elevado”, embora registe também uma descida para 1073 casos por cada 100 mil. Seguem-se Odivelas com 844, Sintra com 835 e Palmela com 812 e Sesimbra com 771.

No conjunto do país foram contabilizados esta segunda-feira mais 549 casos positivos (o número mais baixo em quatro meses) e 61 mortes provocadas por covid-19.

 

Almada. Troço final da rua Capitão Leitão vai ser pedonal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *