Covid-19: Almada recua no desconfinamento. Saiba o que muda

Concelho de Almada subiu para o nível de risco de contágio “elevado”, sendo um dos concelhos que recua no desconfinamento.

 

Tal como na restante Área Metropolitana de Lisboa, a incidência de covid-19 no concelho de Almada continua a aumentar, tendo registado na última semana uma subida para 256 casos por cada 100 mil habitantes, indicam os dados divulgados esta sexta-feira no boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS).

O agravamento da situação epidemiológica levou o Governo a incluir Almada na lista de 25 concelhos que recuam no desconfinamento por apresentarem níveis de incidência elevada ou muito elevada.

 

Assim, a partir deste fim-de-semana, as restrições em Almada são as seguintes:

  • Teletrabalho obrigatório quando as atividades o permitam;
  • Restaurantes, cafés e pastelarias podem funcionar até às 22h30 (no interior, com um máximo de seis pessoas por grupo; em esplanada, dez pessoas por grupo);
  • Espetáculos culturais até às 22h30;
  • Casamentos e batizados com 50% da lotação;
  • Comércio a retalho alimentar e não alimentar até às 21h00;
  • Permissão de prática de todas as modalidades desportivas, sem público;
  • Permissão de prática de atividade física ao ar livre e em ginásios;
  • Eventos em exterior com diminuição de lotação, a definir pela Direção-Geral da Saúde;
  • Lojas de Cidadão com atendimento presencial por marcação.
  • Para além de Almada, encontram-se no mesmo nível de risco Alcochete, Amadora, Arruda dos Vinhos, Barreiro, Braga, Cascais, Grândola, Lagos, Loulé, Loures, Mafra, Moita, Motnijo, Odemira, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Seixal, Setúbal, Sines, Sintra, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira.

De igual forma, mantém-se a proibição de circulação de e para a Área Metropolitana de Lisboa ao fim de semana, embora exista a possibilidade de se poder sair ou entrar com teste negativo ou certificado digital, anunciou esta quinta-feira, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, após o Conselho de Ministros.

Ainda assim, as medidas aplicadas em Almada são mais suaves do que as que dizem respeito aos municípios de Lisboa, Sesimbra e Albufeira, onde restaurantes, cafés e pastelarias passam a fechar às 15h30 ao fim de semana e feriados.

 

Centro de vacinação da Charneca de Caparica passa a funcionar na Escola Carlos Gargaté

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *