Sobe para onze o número de escolas em Almada com casos confirmados de Covid-19

Fenprof dá conta de 574 estabelecimentos de ensino com casos confirmados de Covid-19 em todo o país, onze dos quais em Almada.

 

Subiu para onze o número de escolas no concelho de Almada no mapa da Federação Nacional de Professores (Fenprof), que dá conta dos estabelecimentos de ensino com registo de infeção por Covid-19 entre alunos, professores ou assistentes operacionais.

Da nova lista, divulgada esta quarta-feira, constam as escolas Carlos Gargaté, na Charneca de Caparica, a Elias Garcia, na Sobreda, a Escola Básica Nº 1 do Monte de Caparica, a Escola Básica da Alembrança e a Secundária Romeu Correia, ambas no Feijó. Pela primeira vez surge uma escola privada no mapa da Fenprof: o Colégio Campo de Flores, na Caparica.

Os seis establecimentos de ensino juntam-se às cinco escolas onde o sindicato de professores já tinha confirmado casos positivos de Covid-19 desde o início do ano letivo. Eram elas a Escola Secundária Anselmo de Andrade, Escola Básica 2,3 António da Costa, Escola Secundária Cacilhas-Tejo, EB 1 Vale Flores e a Escola Secundária António Gedeão.

A nível nacional há agora 574 estabelecimentos de ensino com infeções confirmadas, numa lista que inclui a totalidade das escolas onde houve casos detetados, “independentemente de se encontrarem ativos ou não”.

 

Fenprof pede mais medidas para evitar contágios

Num comunicado divulgado depois do Governo ter anunciado as novas medidas de restrição adotadas para conter os contágios, a estrutura sindical considerou “irresponsável” que o Executivo tenha mantido as mesmas regras nos estabelecimentos de ensino. Para a federação, liderada por Mário Nogueira, o Governo está a “tentar disfarçar o crescente aumento de casos nas escolas”, insistindo na necessidade de “haver uma estratégia de informação e comunicação clara sobre o que se passa”.

Admitindo que “por razões de ordem educacional, e também, social e económica”, as escolas tenham de se “manter abertas”, a Fenprof pede, no entanto, mais medidas de contenção como forma de evitar que os estabelecimentos de ensino “se transformem num dos principais fatores de transmissão da Covid-19”.

 

Centro de testes à Covid-19 em Almada muda de instalações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *