Projeto de criação de cozinha comunitária vence Orçamento Participativo Jovem de Almada

Dotado de 30 mil euros, o projeto pretende facultar o acesso da população a refeições gratuitas, saudáveis e de qualidade, em troca de um contributo para a redução da pegada ecológica sobre o planeta.

 

A criação de uma cozinha comunitária aberta a iniciativas de empreendededorismo social foi o projeto vencedor da segunda edição do Orçamento Participativo Jovem de Almada, que este ano versou sobre a temática dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

De nome Barracada, o projeto mais votado foi divulgado esta terça-feira, dia 20 de Julho, numa cerimónia realizada no Centro Cultural e Juvenil de Santo Amaro, no Laranjeiro, que contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês de Medeiros. A concurso estiveram um total de 15 propostas, apresentados por jovens residentes, estudantes ou trabalhadores no concelho de Almada com idades compreendidas entre os 16 e os 35 anos.

 

“O projeto Barracada, cuja denominação no jargão local é representativa de um conjunto de barracas, pretende recriar num espaço físico do Bairro do Raposo, o ambiente e as diversas dimensões integradas nestes elementos enraizados no nosso território”, explica a associação Lifeshaker, responsável pela apresentação da proposta.

Dotado de 30 mil euros, o projeto pretende facultar o acesso da população a refeições gratuitas, saudáveis e de qualidade, em troca de um contributo para a redução da pegada ecológica sobre o planeta. Desta forma, o Barracada irá também “contribuir localmente para a redução de problemáticas globais como a pobreza, a fome, a desigualdade e as alterações climáticas”.

Ao mesmo tempo, a associação acredita que o projeto irá permitir celebrar a diversidade cultural, facilitar a pré-incubação de negócios agroalimentares; desenvolver circuitos curtos de abastecimento alimentar; promover a saúde e bem-estar”, refere a Lifeshaker. A mesma associação já tinha também apresentado a proposta vencedora da primeira edição do Orçamento Participativo Jovem de Almada, que previa a criação de um estúdio de gravação musical no Monte da Caparica.

Promovido pela Câmara Municipal de Almada, o OPJovem tem como objetivo a promoção da cidadania junto dos mais novos, que são convidados a apresentar e a eleger os projetos que desejam para o concelho de forma aberta e democrática.

 

Autárquicas: sondagem aponta para empate técnico entre PS e CDU em Almada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *