Sexta-feira, Julho 19, 2024
CidadeDestaque

Dia da criança em Almada: o que fazer com os mais novos?

O Dia da Criança está a chegar e, em Almada, são muitas as formas de celebrar a infância em família. De um Mercado das Artes especial a teatro, brincadeiras e oficinas no Parque da Paz ou a uma verdadeira “Cidade das Crianças”, em Cacilhas, conheça aqui as 9 sugestões do ALMADENSE.

 

1. Descobrir a “Cidade das Crianças” em Cacilhas

No dia 1 de junho, a partir das 10h, a Rua António Nobre em Cacilhas transforma-se na “Cidade das Crianças”, iniciativa do Estuário Colectivo que vai na 3. ª edição.

Publicidade
FCT-gif-2

A partir dos conceitos de comunidade, família e encontro, a iniciativa abarca várias atividades que promovem o convívio e a relação com a natureza. “À descoberta das formigas” abre o programa às 10h15, seguida de jogos tradicionais e de várias oficinas. Depois do piquenique comunitário, às 13h, há hip-hop, uma tertúlia sobre emprego no feminino e música, com atuação das batucadeiras “Show de África” a partir das 18h45.

A iniciativa é gratuita. Conheça o programa completo nas redes sociais do Estuário.

 

2. Semear cultura no Parque da Paz

Sementes, a mostra do Teatro Extremo para a infância, culmina no dia 1 de junho, com a grande festa da criança no Parque da Paz. Num dia recheado de atividades e espetáculos, os mais novos vão poder assistir à performance circense “Distort the Body”, da companhia belga Gedachtegang, às 14h30, ou participar na oficina “Crincar”, que junta criação e brincadeira, às 10h30. Há ainda teatro de rua, marionetas, dança e música para todas as idades.

As atividades do Dia da Criança são gratuitas. Conheça aqui o programa completo do Festival Sementes, que decorre em Almada até 2 de junho.

 

3. Ir a um Mercado das Artes especial

É já no dia 1 de junho que se vai realizar mais uma edição do Mercado das Artes no Solar dos Zagallos. Este ano, o evento alia a mostra de trabalhos artísticos às comemorações do Dia da Criança, com música, dança, cinema e oficinas para toda a família.

Às 11h há “Monstrinha”, sessão de curtas de animação para os mais pequenos, a que se seguem oficinas de colagem e aguarela com Nina Pimenta. Às 14h30 começa a oficina de dança para famílias, com música de Mista Sanches e João e a Sombra a partir das 16h. O evento de entrada livre conta ainda com bancas de artistas locais e petiscos.

 

4. Conhecer uma fada traquina

A 1 de junho, às 11h, o Auditório Fernando Lopes-Graça recebe “A Minha Fada Traquina”, filme de Caroline Origer sobre Violetta, uma fada com especial talento para flores. Depois de falhar num exame, Violetta acaba presa no mundo dos humanos, onde conhece a solitária Maxie. Juntas, as amigas enfrentam desafios e descobrem o verdadeiro poder da natureza.

Dobrada em português, a comédia de aventura conta com entrada gratuita.

 

5. Participar num festival de Resistência e Arte Urbana

A 1 e 2 de junho, o Auditório da Junta de Freguesia da Charneca recebe um festival inteiramente dedicado às crianças, com música, poesia, pinturas faciais e até uma oficina de relaxamento e arteterapia. Destaque para o espetáculo de teatro interativo “Novas aventuras do coelhinho branco”, às 11h de sábado, ou para o espetáculo “Simão Balalão”, às 17h de domingo, com Olinda Beja. As atividades são gratuitas.

 

6. Aprender a fazer pasta fresca com uma chef italiana

Às 15h30 de 1 de junho, a Biblioteca Central de Almada promove uma oficina para aprender a fazer pasta fresca de várias cores e feitios com toda a família, de forma acessível e descontraída.

A professora, Luisiana Zappa, fez aos 20 anos o “Gambero Rosso”, escola profissional italiana onde teve a possibilidade de aprender com chefes estrelados e de trabalhar numa verdadeira cozinha profissional. Vivendo em Almada há 5 anos, participou em 2023 no Masterchef Portugal, onde conquistou o quinto lugar.

A atividade é gratuita, com inscrição prévia através do e-mail biblactividades@cm-almada.pt ou do contacto 212 724 920.

 

7. Ir ao teatro em família

A 1 e 2 de junho, “Os Gatos” tomam de assalto o Teatro Municipal Joaquim Benite (TMJB), numa peça a partir de T.S. Eliot com encenação de Teresa Gafeira.

Em palco, as crianças vão conhecer “muitos gatos, com muitos nomes”, como o Tigre Ronrom, “que apesar de dançar muito bem era tão esquisito, tão esquisito, que não gostava de festinhas”, aponta a Companhia de Teatro de Almada. À encenação seguem-se “Perguntas ao Palco!”, momento em que as crianças podem expressar opiniões e questionar os atores e a encenadora.

Com sessão marcada no sábado, às 16h, e no domingo, às 11h, os bilhetes têm o valor de 10 euros, com descontos para jovens e seniores, e podem ser adquiridos na bilheteira do TMJB ou online.

 

8. Ouvir histórias no jardim da Cova da Piedade

A 2 de junho, domingo, a partir das 11h, a biblioteca móvel Rodinhas pousa no Jardim da Cova da Piedade para uma hora do conto que celebra o Dia da Criança. Ouvir histórias, conhecer a heroína Bandlivros, fazer um marcador especial e escolher um livro para levar para casa são as propostas da Bandlivros para uma manhã bem passada. A entrada é livre.

 

9. Brincar no Parque da Paz com pinturas faciais e insufláveis

A 3 e 4 de junho, das 9h às 17h, o Parque da Paz recebe (ainda) mais diversão com insufláveis, pinturas faciais e animação para todas as crianças, num programa promovido pela Junta das Freguesias de Laranjeiro e Feijó. Dirigida às escolas, a iniciativa é aberta a todas as famílias.

 

Comunidade mobiliza-se contra fecho de escola na Caparica decretado pela Câmara de Almada. “É uma escola especial”

Publicidade
we-find-2

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *