Depois do Hell’s Kitchen, Hélder Guimarães escolhe Almada para lançar negócio

Ex-concorrente do Hell’s Kitchen aposta em Almada Velha para lançar um novo conceito e trazer para a Margem Sul um produto exclusivo. A inauguração decorre esta sexta-feira.

 

Em Londres trabalhou no restaurante do famoso chef Jamie Oliver e no catering de eventos como os prémios de cinema BAFTA. Mas foi em Almada –a terra onde cresceu– que Hélder Guimarães decidiu abrir o seu próprio negócio, trazendo para a Margem Sul um produto original: o cronut, que mistura donut e croissant num só doce.

Nasceu em Angola, mas aos 11 anos mudou-se para Portugal com a mãe, tendo crescido em Almada, onde completou os estudos. Aos 23 anos rumou a Inglaterra. O plano inicial passava por estudar música, mas o primeiro emprego que Hélder conseguiu em Londres mudou o rumo da sua vida. Começou como copeiro, passou a ajudante de cozinha e a partir daí ganhou o gosto pela restauração. Aprendeu inglês, ganhou experiência na cozinha e acabou a trabalhar em grandes restaurantes.

“Uma das coisas boas de se estar em Londres é que há uma diversidade cultural muito grande. Lá, a gente consegue estar em várias cozinhas e ver diferentes países sem sair do mesmo sítio”, conta o chef ao ALMADENSE.

A experiência na capital britânica acabaria por se prolongar por vários anos. Hoje, Hélder não tem dúvidas de foi um fator importante no seu desenvolvimento profissional. Mas a vida agitada e o clima cinzento da cidade não se alinhavam com seu estilo de vida. Foi aí que o jovem chef decidiu regressar a Portugal.

De volta ao país, trabalhou em alguns restaurantes em Lisboa, mas com a pandemia de covid a afetar o sector e ao ver as portas do restaurante onde trabalhava na época a fechar, Hélder inscreveu-se para participar no programa de SIC Hell´s Kitchen, sendo um dos selecionados.

Não venceu a competição, mas ganhou uma amiga, a Daniela, também participante do programa, que lhe apresentou o cronut: uma criação de um chef francês que teve a ideia de fazer um donut com uma massa semelhante à de um croissant.

“Não sou pasteleiro, mas sempre quis aprofundar esta área. Entretanto, o Hell’s Kitchen funciona como um restaurante e cada equipa trabalha em posições definidas na cozinha. Aconteceu eu ficar mais vezes na parte da pastelaria, onde comecei a ganhar o gosto”, conta.

Foi este o incentivo que Hélder Guimarães, agora com 33 anos, precisava para finalmente avançar numa ideia que sempre teve na cabeça: criar um negócio próprio.

Já em março deste ano, surgiu a Go Nutspt. Inicialmente a produção era caseira, diretamente da cozinha de sua mãe, em Almada. O negócio virtual aqueceu e a cozinha do apartamento da mãe ficou “pequena e desarrumada”, recorda o chef, que começou a procurar um espaço com uma cozinha dedicada à produção dos doces.

Escolheu a rua da Judiaria, em plena Almada Velha, para abrir o novo conceito. A inauguração do espaço, que irá funcionar como take-away, terá lugar esta sexta-feira, dia 13 de Agosto. Também é possível fazer encomendas através do Instagram, com entregas na Margem Sul e Grande Lisboa.

 

TST passa a Carris Metropolitana a partir de julho de 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *