Covid-19. Almada mantém a taxa de incidência mais elevada da grande Lisboa

Com 683 casos por cada 100 mil habitantes registados nas últimas duas semanas, Almada continua a apresentar a taxa de incidência de Covid-19 mais elevada da Área Metropolitana de Lisboa.

 

Almada continua a ser o concelho da Área Metropolitana de Lisboa (AML) com mais casos de infeção pelo novo coronavírus por cada 100 mil habitantes, indicam os dados publicados esta segunda-feira no boletim da Direção-Geral de Saúde (DGS).

Com 683 casos de Covid-19 por cada 100 mil habitantes registados entre os dias 13 e 16 de novembro, o concelho de Almada apresenta uma taxa de incidência cumulativa superior à dos concelhos de Lisboa (644), Loures (622), Vila Franca de Xira (560) ou Seixal (550),

Desta forma, a tendência verificada em Almada continua a ser de subida, tendo em conta que na semana passada o concelho contava com uma taxa de incidência de 661 casos por 100 mil habitantes. Desta forma, Almada é um dos municípios no patamar de risco “muito elevado”, estando abrangido pelas medidas decretadas pelo Governo com o objetivo de limitar a propagação do vírus.

Ainda assim, o concelho situa-se abaixo da média nacional, que se situa nos 758 casos por cada 100 mil. De acordo com os dados presentes no relatório da DGS, a região Norte continua a ser a mais afetada, apresentando atualmente 1332 casos por cada 100 mil habitantes.

Nas últimas 24 horas, registaram-se em Portugal mais 78 mortes relacionadas com o novo coronavírus e 3262 novos casos de infeção, o valor mais baixo desde dia 3 de novembro. No mesmo dia, recuperaram da doença 3408 pessoas, havendo registo de mais 97 internados (total de 3342) e menos 11 pessoas nos cuidados intensivos (total de 525).

 

Covid-19. Almada entre os concelhos com restrições nos feriados de dezembro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *