Almada suspende campanha de vacinação devido a escassez de doses

ACES Almada Seixal informa que existe “um número insuficiente de vacinas, face ao número de utentes identificados para vacinação”.

 

A Câmara Municipal de Almada suspendeu de forma temporária a campanha de vacinação na comunidade que estava em curso desde o início de Novembro na Unidade Móvel de Sáude.

De acordo com informação veiculada pelo Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) de Almada-Seixal, a vacinação contra a gripe foi suspendida devido a “um número insuficiente de vacinas, face ao número de utentes identificados para vacinação”.

De resto, a Direção-Geral de Saúde (DGS) admitiu hoje que a elevada procura da vacina contra a gripe poderá fazer com que nem todos consigam ser vacinados. Ainda assim, Graça Freitas assegurou que as mais de dois milhões de doses compradas abrangem a “grande maioria” da população em grupos de risco.

Quanto à campanha gratuita prevista para Almada, será retomada “assim que o ACES informar sobre a disponibilidade de vacinas suficientes”, esclarece a autarquia, acrescentando que a Unidade Móvel de Saúde continua “disponível para colaborar na vacinação de grupos de risco, nos locais previstos, logo que se verifique a existência de vacinas em número suficiente”.

A vacinação na comunidade é fruto de uma parceria entre a CMA e o ACES Almada-Seixal e destina-se a cidadãos com mais 65 anos, grávidas e doentes crónicos.

 

Menos 200 mil consultas nos centros de saúde de Almada e Seixal até Setembro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *