25 de Abril: senhas da revolução percorrem ruas de Almada

Este ano, a celebração da revolução dos cravos conta com uma programação alternativa, que permitirá “a todos os almadenses comemorar os ideias de Abril sem saírem de casa”, assegura Inês de Medeiros, presidente da Câmara Municipal de Almada.

 

Este ano não há concertos na Praça da Liberdade nem o tradicional fogo de artifício para assinalar o 25 de Abril. Mas haverá uma “comemoração diferente”, destinada a “honrar a tradição e a história do município no assinalar desta data”, diz ao ALMADENSE a presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês de Medeiros.

A celebração começa logo no dia 24 à noite, com o lançamento do “Festival à Janela”. Com início pelas 21h, o primeiro espetáculo irá percorrer as principais avenidas de Almada, partindo do Hospital Garcia de Orta e culminando em Cacilhas. A partir das 23h, será a vez de 11 viaturas saírem de diversos pontos do concelho para levar aos almadenses as canções “E Depois do Adeus” e “Grândola, Vila Morena”.

“Estes tempos difíceis não reduzem a importância de celebrar a liberdade. Pelo contrário, tornam-na ainda mais essencial”, garante Inês de Medeiros. Por isso, face a um “Estado de emergência fundamental no combate a esta pandemia, que nos confina às nossas casas e nos priva das nossas famílias e amigos”, a autarquia aposta num programa alternativo, com iniciativas que permitirão “a todos os almadenses comemorar os ideais de Abril até dia 1 de Maio, sem saírem de suas casas”, assinala a autarca.

“Porque a liberdade não se confina e deve ser celebrada por cada um de nós”, os almadenses estão também convidados a cantar “Grândola, Vila Morena”, de Zeca Afonso, à janela no dia 25 de Abril pelas 15h. Muitos estarão certamente munidos de cravos vermelhos elaborados em casa que a Câmara e as várias Juntas de Freguesia têm incentivado a fazer.

 

Concertos à janela e em streaming

Na noite de dia 25 prossegue o “Festival à Janela”, desta vez com a projeção de excertos de concertos de artistas portugueses em várias pracetas do Monte da Caparica. Os espetáculos começam na Praça Mário Dionísio e termina na Praceta António Gião, sendo que haverá ainda sessões nos dias 30 de Abril e 1 de Maio em locais a definir.

Da programação constam ainda diversos concertos online, com transmissão em direto no Facebook e no YouTube da Câmara Municipal de Almada, com nomes como Carlão, Marisa Liz ou Paulo Bragança. Com duração de 45 minutos, os espetáculos terão lugar todos os dias entre 25 de Abril e 1 de Maio. Pode consultar o calendário completo aqui.

Finalmente, a celebração do 46º aniversário da revolução dos cravos em Almada irá contar ainda com as habituais mensagens da Câmara Municipal, da Assembleia Municipal e das Uniões de Freguesia, que serão desta vez divulgadas online.

 

Refeições e comércio em Almada: saiba quem está a fazer entregas ao domicílio e take-away

One thought on “25 de Abril: senhas da revolução percorrem ruas de Almada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *